Como escrever uma proposta?

Atualizado: Mar 30

Escrevendo a proposta para sua primeira apresentação


Apresentar seu trabalho numa conferência está nos planos de muitos professores, mas sabemos que é um passo desafiador na nossa carreira. Muitos ficam temerosos, por não saberem por onde começar. Por isso, nós vamos te ajudar com um guia para se apresentar numa conferência pela primeira vez. O primeiro passo é escrever sua proposta.


O que é uma proposta para uma conferência?


É um documento em que você detalha o planejamento de sua apresentação. Essa definição é importante, porque é por ela que os avaliadores vão decidir que apresentações farão parte da conferência. Por isso, ela precisa ser clara e interessante.


O que os revisores analisam?


Além da sua proposta, os revisores analisam a viabilidade da sua apresentação. Normalmente, essa seleção de propostas é feita de forma anônima. Ninguém sabe quem escreveu cada proposta. Por isso, é importante que você explique como planeja estruturar sua apresentação, mostrando que você entende do assunto e é capaz de organizar uma apresentação bem sucedida. Não basta ter uma boa ideia, é preciso que esteja claro como essa boa ideia será desenvolvida e compartilhada.


O que considerar ao escrever uma proposta?



1. Defina seu tema.


Informe-se sobre a conferência. Uma das coisas que você precisa fazer é saber se a conferência tem um tema. Caso tenha, sua apresentação deve estar alinhada ao assunto. Sua proposta pode ser muito boa, mas se ela não se encaixar no tema escolhido para o evento, é bem provável que ela não seja escolhida.


Ao definir o tema da sua apresentação, seja específico(a) e leve em consideração o tempo da apresentação. Caso você queira falar sobre ensino para crianças, por exemplo, você não conseguirá incluir tudo o que sabe sobre o assunto em uma apresentação de 40 minutos.


Então, escolha um recorte dentro do tema e deixe isso claro na sua proposta. Você pretende falar sobre uma faixa etária específica? Ou de como trabalhar a gramática no ensino de crianças? Sua apresentação tratará de um contexto específico, como o ensino de crianças na educação pública?


Não tente falar tudo o que sabe sobre um assunto muito abrangente. Os avaliadores precisam ver que você vai conseguir fazer sua apresentação dentro do tempo disponível.


2. Defina seu público.


Pense a quem sua apresentação se destina. Professores ou gestores? Iniciantes ou experientes? Essa informação vai te ajudar a estruturar a sua sessão.


3. Estruture sua proposta.


Sua proposta precisa explicar do que a sua apresentação se trata de uma forma interessante para o público que você quer atrair.


Descreva o que você tratará na sua apresentação e também o que as pessoas levarão com elas após assistirem. É muito importante que a sua proposta explique a estrutura da sua apresentação. Que caminho a sua ideia percorrerá durante a apresentação? Como você vai começar, como vai desenvolver a sua ideia e qual será a conclusão? Isso mostrará para os avaliadores que você será capaz de fazer uma boa apresentação.


Vamos ver um exemplo de como estruturar uma proposta, com uma proposta escrita por Joyce Fettermann.


Título


Pense num título atraente e interessante, que aborde o tema da sua apresentação. Ele deve ser criativo e informativo.


Exemplo:


Além das palavras: multiletramentos na educação



Introdução


Explique do que vai tratar a sua apresentação. Deixe o tema claro desde o início e especifique o objetivo da sua apresentação. Explique a importância da sua apresentação para a discussão sobre esse tema.


Exemplo:


O que são multiletramentos? Como aplicá-los em sala de aula?

Nesta apresentação, vamos conversar sobre essa pedagogia que se torna cada vez mais necessária na Educação, pelo seu caráter contemporâneo e relevante. Convidamos professores de contextos e disciplinas diversas a pensarmos juntos em como podemos ir além das palavras, abordando tópicos como cultura, diversidade, multimodalidade e tecnologias para contribuir com a produção de sentidos de nossos alunos.


Argumentação


Detalhe seu planejamento. É muito comum que você ainda não tenha a apresentação pronta ao escrever sua proposta. Isso não é um problema, você pode prepará-la depois. Mas é importante que você elabore um planejamento do que pretende fazer.

Mostre que você entende do que está falando e mencione as fontes teóricas nas quais você está se baseando.


Mostre como você pretende comunicar suas ideias. É preciso mostrar aos avaliadores que você planejou sua sessão e está preparado(a) para ela.


Lembre-se do limite de tempo e como sua apresentação caberá nesse período. Os avaliadores sabem quando uma proposta é ambiciosa demais para o tempo.


Exemplo:


Começaremos definindo multiletramentos com base em The New London Group (1996), Cope & Kalantzis (2015), Rojo & Moura (2019). Com a ajuda dos participantes, exploraremos as principais características dos multiletramentos e os desafios de trabalhar com eles na Educação.


Em seguida, os participantes serão convidados a identificar os letramentos que podem (e devem) ser trabalhados com os alunos de hoje (ex.: letramentos crítico e digital).


Por fim, eles terão a oportunidade de trabalhar colaborativamente e refletir sobre maneiras de usar os multiletramentos nas aulas, pensando em ferramentas que podem facilitar o ensino e a aprendizagem em diferentes contextos.


Conclusão


Deixe claro o que o público vai levar consigo após assistir a sua apresentação.


Exemplo:


Ao final da apresentação, os participantes terão uma compreensão inicial de multiletramentos, demonstrando habilidade para trabalhar colaborativamente em tarefas que promovam o seu uso nas aulas. Eles conseguirão utilizar ferramentas que possam facilitar o ensino e a aprendizagem, em face dos letramentos contemporâneos diversos.


4. Fique atento ao limite de caracteres


Os critérios definidos pela organização da conferência são muito importantes. Um deles é o limite de caracteres. Se o limite for definido em 1000 caracteres, por exemplo, fique atento para não o ultrapassar ou não escrever muito pouco.

Aproveite esse espaço para detalhar sua apresentação. Quanto mais completa for sua descrição, mais chances você tem de mostrar aos avaliadores como pretende desenvolver o tema.


5. Revise sua proposta


Leia sua proposta como se estivesse lendo o programa da conferência. Você ficaria interessado em assistir a essa sessão? Ela atingiria seu público-alvo?


Se for possível, peça para alguém ler sua proposta, para se certificar de que ela está clara.


6. Venha conversar com a gente sobre sua primeira apresentação!


No dia 21 de março, às 14h, teremos o encontro Planejando sua primeira apresentação. Nele, Isabella Villas Boas, Joyce Fettermann, Paulo Dantas e eu vamos fazer uma roda de conversa sobre todos os aspectos de uma boa apresentação:

  • a proposta;

  • o formato;

  • a apresentação.


Estamos ansiosos para te encontrar lá!


90 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Nota 10?

contato

redes sociais

info@troikabr.com | Rua Girassol, 608 | Vila Madalena | São Paulo | 05433-001

atendimento via whatsapp: clique aqui

  • Black YouTube Icon
  • Black Instagram Icon
logo novo black pink.png

mapa do site

institucional

cursos

para escolas e empresas

©2021 by troika | Troika Serviços Educacionais LTDA | CNPJ 298543810001-58 | Conheça nossos termos de uso e nossa política de privacidade.