top of page

Inteligência Artificial e ética

A inteligência artificial (IA) está transformando rapidamente o cenário educacional, com aplicações em tudo, desde o aprendizado personalizado até a classificação automatizada. Embora a IA tenha o potencial de trazer muitos benefícios à educação, ela também levanta uma série de questões éticas.


Algumas das principais questões éticas da IA na educação são os viéses e a discriminação. Os sistemas de IA são treinados com base em dados e, se esses dados forem tendenciosos, o sistema de IA também será. Isso pode levar a sistemas de IA que discriminam certos grupos de alunos. Por exemplo, um sistema de IA usado para prever o desempenho dos alunos pode ser tendencioso contra alunos de famílias de baixa renda ou alunos pretos se for treinado com dados que mostram que esses grupos de alunos têm menos chances de ter sucesso na escola.

Outra preocupação ética é a privacidade e a segurança. Os sistemas de IA coletam e analisam grandes quantidades de dados dos alunos, o que levanta preocupações sobre privacidade e segurança. Por exemplo, um sistema de IA usado para personalizar o aprendizado pode coletar dados sobre os hábitos de aprendizado e interesses dos alunos. Esses dados podem ser usados para rastrear os movimentos dos alunos ou direcioná-los com publicidade.


À medida que os sistemas de IA se tornam mais sofisticados, eles podem se tornar capazes de tomar decisões sobre os alunos sem intervenção humana. Isso levanta preocupações sobre quem é responsável pelas decisões tomadas pelos sistemas de IA e como podemos garantir que elas estejam alinhadas com os valores humanos. Por exemplo, um sistema de IA usado para avaliar redações pode dar aos alunos notas mais baixas se eles escreverem sobre tópicos controversos ou impopulares.


Os sistemas de IA geralmente são complexos e opacos, dificultando a compreensão de como funcionam e por que tomam as decisões que tomam. Essa falta de transparência e explicabilidade pode dificultar a confiança nos sistemas de IA e garantir que eles sejam usados de forma justa. Por exemplo, um sistema de IA usado para recomendar recursos de aprendizado aos alunos pode recomendar recursos que não sejam adequados à idade ou nível de habilidade dos alunos.


Finalmente, os sistemas de IA têm o potencial de exacerbar as desigualdades existentes na educação. Por exemplo, sistemas de IA usados para prever o desempenho dos alunos podem ser menos precisos para alunos de origens desfavorecidas. Isso pode levar a esses alunos serem colocados em classes menos desafiadoras ou serem negadas oportunidades de enriquecimento.


Estas são apenas algumas das questões éticas da IA na educação. À medida que a IA continua a ser usada na educação, é importante estar ciente dessas questões e tomar medidas para mitigá-las.


Aqui estão algumas referências acadêmicas sobre as questões éticas da IA na educação:

  • Akgun, S., e Greenhow, C. (2021). Ethical issues in the use of artificial intelligence in education. Computers in Education, 166, 104188.

  • Miao, Y., Mishra, S., e Koehler, M. J. (2021). UNESCO education and artificial intelligence: A roadmap for the future of education. International Journal of Artificial Intelligence in Education, 32(4), 1254-1271.

  • UNESCO. (2021). Recommendations on the ethics of artificial intelligence. UNESCO.

Os professores podem desempenhar um papel importante no enfrentamento das questões éticas da IA na educação, estando cientes dessas questões, usando os sistemas de IA de forma crítica, protegendo a privacidade e a segurança dos alunos, mantendo a supervisão humana dos sistemas de IA, educando os alunos sobre as implicações éticas da IA e defendendo o desenvolvimento e o uso de sistemas de IA que sejam justos, equitativos e inclusivos.

41 views0 comments
bottom of page